Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui

Visitantes: 96750



Via

REABILITAÇÃO DA SUPERSTRUTURA DE VIA DO PK 4,300 AO 5,050 VD, COM SUBSTITUIÇÃO INTEGRAL DO ARMAMENTO DE VIA, DE MODO A MITIGAR O RISCO DE DESCARRILAMENTO – LINHA DO MINHO

A presente empreitada, adjudicada à FERGRUPO pela IP, em abril de 2015, com a duração prevista de 60 dias de calendário, consiste na realização de trabalhos de reabilitação da superestrutura no apeadeiro de Rio Tinto, da via descendente, entre os Pk’s 4,300 e 5,050, de modo a permitir assim, de forma definitiva, a diminuição dos custos de manutenção e os riscos de descarrilamento, bem como anular as perturbações que existem ao elevado tráfego ferroviário deste troço.
As quantidades para os principais trabalhos de via executados foram:

•    Substituição integral de travessas de qualquer tipo em plena via ou entre gares por travessas de betão bibloco de qualquer tipologia, com aplicação das correspondentes fixações e palmilhas – 1.250 un;
•    Substituição integral de carril 54 kg/m nas duas filas por carril 60 kg/m, entre os Pk’s 4,300 a 5,050 na VD – 750 mlv;
•    Colocação de JIC’s de 12 m de carril 60 kg/m – 4 un;
•    Fornecimento, transporte e descarga de balastro granítico – 550 ton;
•    Execução de soldaduras aluminotérmicas para construção de BLS – 50 un;
•    Regularização de BLS – 2.000 mlc;
•    Ataque mecânico pesado em via corrente, com regularização de balastro – 900 mlv;
•    Ataque mecânico pesado definitivo em via corrente, com regularização de balastro e estabilização dinâmica – 900 mlv.

Faziam ainda parte da presente empreitada os transportes, cargas e descargas quer do material a aplicar, proveniente do parque de materiais da IP no Entroncamento até ao local da obra, quer do material levantado. Quanto ao material levantado, encontrava-se dividido em dois tipos, o material a ser reaproveitado e o material considerado como resíduo.