Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui

Visitantes: 96757



Via

LINHA DO DOURO - ESTAÇÃO DE COVELINHAS - SUBSTITUIÇÃO DE TRAVESSAS DE MADEIRA POR TRAVESSAS DE BETÃO BI-BLOCO

Inserida no projecto de modernização da Linha do Douro, esta empreitada, adjudicada à FERGRUPO pela REFER, via concurso público, incluiu intervenções ao nível da reabilitação da via, que permitiram aumentar, significativamente, a segurança e fiabilidade da via-férrea, bem como, uniformizar o tipo de armamento de via existente no troço Régua – Pinhão. A uniformização referida justificou-se pelo facto de a montante e a jusante, do troço alvo da intervenção, a via já se encontrar em barra longa soldada, assente sobre travessas de betão bi-bloco e fixações Nabla, tendo esses troços sido reabilitados também pela FERGRUPO, em empreitadas anteriores.

Importa realçar, a extrema dificuldade de acessos às frentes de trabalhos, decorrente da invulgar localização da Linha do Douro, nomeadamente, dos troços em causa, situados junto da margem direita do rio Douro, curso de água encaixado em vale de vertentes de elevada inclinação e de muito difícil acesso. Por essa razão, verificou-se a necessidade de garantir mobilidade, por meios ferroviários, a grande parte das frentes de trabalho, possibilitando o transporte de pessoas, equipamentos e materiais ao longo de todo o troço entre Marco de Canavezes e a Régua.

Dos trabalhos realizados pela FERGRUPO, destacam-se as seguintes actividades:
-Substituição de travessas de madeira por bi-bloco;
-Desguarnecimento com meios mecânicos ligeiros;
-Ataque mecânico pesado de enchimento com levante de 0.07m e definitivo em plena via e AMV;
-Balastragem e regularização mecânica de balastro em plena via e AMV;
-Soldadura aluminotérmica para constituição de barra longa soldada;
-Regulação de barra longa soldada;
-Levantamento e assentamento de passagens de nível, para a execução dos ataques mecânicos pesados.