Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui

Visitantes: 96024



Via

EMPREITADA DE "LINHA DE LEIXÕES – ESTAÇÃO DE LEIXÕES – SUBSTITUIÇÃO INTEGRAL DE CARRIL E TRAVESSAS NAS LINHAS R6 E R10

Com o propósito de melhorar as condições da superestrutura de via das Linhas R6 e R10 da Estação de Leixões, de modo a permitir a circulação em segurança dos comboios pesados de mercadorias, a Fergrupo no âmbito do presente contrato, realizou os seguintes trabalhos:

- Substituição integral de travessas de madeira por travessas de betão bibloco, novas ou regeneradas, incluindo aplicação de conjuntos de fixação Nabla para carril 54kg/m;
- Substituição integral de carril 54kg/m em barra curta, de diversos comprimentos, por carril 54 kg/m em barra curta, de 36 metros ou 108 metros;
- Desguarnecimento manual sem depuração nas Linhas R6 e R10 de modo a permitir a construção de uma caixa de balastro mínima de 15cm abaixo da base da TBB regenerada;
- Demolição de báscula existente na Linha R6 incluindo remoção de estrutura metálica e aterro do buraco com os resíduos provenientes do desguarnecimento;
- Remoção de poste de iluminação desativado na entrevia entre as Linhas R6 e R7;
- Balastragem das Linhas R6 e R10 com balastro granítico;
- Ataque mecânico pesado de enchimento incluindo regularização de balastro nas Linhas R6 e R10;
- Substituição de travessas de madeira por travessas de madeira nos AMV 13 e 15;
- Desguarnecimento manual sem depuração nos AMV 13 e 15;
- Balastragem dos AMV 13 e 15 com balastro granítico;
- Ataque mecânico pesado de enchimento incluindo regularização de balastro nos AMV 13 e 15.

Pelo facto dos materiais que constituíam o armamento de via se encontrarem em estado último de fadiga, o troço indicado encontrava-se sob risco de descarrilamento, pelo que, perante a situação identificada, pretendeu-se com a substituição do armamento de via alcançar o aumento significativo das condições de segurança da superestrutura de via e o melhoramento substancial da estabilidade dos parâmetros geométricos da via, nomeadamente no que concerne ao alinhamento, nivelamento da via e bitola.

Com a realização dos trabalhos descritos atingiu-se uma melhoria significativa dos padrões de qualidade, tanto no que respeita aos parâmetros geométricos de via, tais como a bitola, nivelamento transversal e longitudinal, como em fiabilidade das atividades de conservação, garantindo uma estabilidade mais duradoura dos referidos parâmetros, dando garantias de segurança para a constante circulação ferroviária.

A empreitada teve o seu início a 8 de agosto e terminou a 8 de novembro de 2018, perfazendo os 90 dias de calendário preconizados no projeto de execução.